MSN Messenger: Atualização obrigatória

17 09 2009

no-messengerO dia do apocalipse chegou. Cavalos alados cruzam os céus, as cidades ardem em chamas, a barbárie toma conta das ruas e o pior: O MSN não funciona.

Pois é, amiguinho. Desde o dia 15 deste mês, quem usa as versões antigas do Messenger, está fora do jogo. Diz a Microsoft que é para aumentar a segurança do usuário, blá, blá, blá… Até aí tudo bem, certo?

Até aqui sim, mas…

Em alguns (vários) casos, ao instalar a nova versão (wlsetup) sobre a antiga, pode ocorrer um erro e o Messenger simplesmente some do sistema. Se você abrir a lista de programas instalados no painel de controle, ele não estará mais lá, (o tal “Windows Live Essentials” sim)  mas ao tentar instalar novamente, recebe a mensagem de que o Live Messenger já está instalado. E não tem jeito de desfazer a caca. Pelo menos por enquanto.

Esse é só mais um “brinde” dentre as novas funcionalidades do novo Microsoft Windows Live Master Power Essentials Full Edition.

Bem, como eu não estou aqui só pra avacalhar com o Bill Gates Steve Ballmer, também vou postar algumas soluções para o problema.

1ª – Use um outro programa para entrar no MSN, com o aMSN ou o Pigdin;

2ª – Use um sistema de comunicação melhor, como o Skype, por exemplo;

3ª – Passe a se comunicar por sinais de fumaça, como faziam os índios americanos no velho oeste. *

* Crianças, estou brincando. Não façam isso em casa!





Ó… Ó… Ó… Óinc!!!

10 08 2009

oinc

Galera, o bicho tá pegando.

Ninguém sabe quem será a próxima vítima do vírus H1N1. E o pior é que esse vírus nem o antivírus aí de baixo é capaz de dar jeito.
-Meu Deus! Vamos todos morrer!
Ahhhhhhhh!!!!! (Grito desesperado de quem se atira do precipício)

Calma, também não é pra tanto…
Tomando alguns cuidados básicos podemos evitar o nosso extermínio.
Um deles é vindo ao cyber e limpar as mãos com álcool em gel que fica bem na entrada, no lado da porta. Basta uma apertadinha no recipiente e… “Hasta la vista, H1N1”.
Se você quiser, o original desta imagem está aqui.





Um antivírus decente

20 07 2009
antivir-premium

Informações completas sobre a versão "Premium" (paga)

Era uma vez um amigo meu que comprou um computador novo. Assim que chegou em casa, tirou o bicho da caixa, montou e me ligou:
-César, me diz uns programas bons pra eu colocar aqui!
Passei alguns programas essenciais, como o OpenOffice e um antivírus. Expliquei a ele rapidamente como funcionava os programas e logo em seguida me fez a seguinte pergunta:
-Tá, e agora, como eu pego (caço) os vírus?
Mais de 90% dos computadores domésticos têm o Windows instalado. Isso significa que mais de 90% das pessoas GOSTAM de esquentar a cabeça com vírus. Todos que vêm aqui já sabem que é fácil se livrar dessas pragas, basta usar um sistema DECENTE (línúcs! línúcs! línúcs!).
Os fabricantes de computadores, desenvolvedores de programas e vendedores alimentam uma verdadeira INDÚSTRIA DO MEDO, se aproveitando da ignorância (no sentido de desconhecimento, não quis ser ignorante ;-) do público para disseminar histórias e teorias absurdas. A paranóia é tamanha que o pessoal instala antivírus até no Linux
Pô. O cheirinho de plástico novo ainda impregnava o quarto do cara e ele já tava preocupado com vírus!
Mas vou deixar de lenga lenga pra ir direto ao que interessa.
No Brasil (il, il, il) os antivírus mais utilizados são o Avast! e o AVG. Os dois já foram muito bons, mas de uns tempos pra cá, parece que seus desenvolvedores estão mais preocupados em encher os olhos de quem usa do que fazer um produto mais eficaz.

avira

Pegue aqui a versão "Personal" (gratuita)

Um belo dia, vi no computador de de um cliente, um tal de “Avira Antivir”. Pensei comigo: “um antivírus com um ícone vagabundo (esse aí do lado) e ainda por cima, com o nome escrito errado.” Um tempo depois, li este artigo sobre os antivírus com melhor nível de detecção, e o Avira “estava nas cabeças”.

O que mais  me chamou a atenção foi a simplicidade do programa. Ele têm apenas 2 modos: ligado e desligado. Nada de provedores de sei-lá-o-quê do Avast!. Quando ele detecta um vírus, dá um apito e exibe uma janela com as opções sobre o que fazer com o vírus. É só escolher “Delete” e ualah! O programa simplesmente funciona. Sem frescuras.

Como nem tudo são flores, sua licensa permite apenas o uso pessoal, o idioma está em inglês (o que não chega a ser um problema, pois o seu uso é muito simples) e  na versão “Personal” (gratuita) os vírus podem ser apagados apenas manualmente além da necessidade de ser reinstalado aproximadamente a casa 3 meses para revalidar a licensa de uso, que permite a atualização da base de vírus.

Existe uma versão paga que é mais completa e possui algumas facilidades a mais, que pode ser adquirida aqui. Porém, o sistema de detecção é o mesmo da versão gratuita que você pode baixar aki.





Não faça guerra. Faça PDF!

6 07 2009
acrobat

Ainda não tem leitor de PDF? Pegue aqui!

Enquanto o bicho pega lá no oriente, aqui temos a solução para a paz mundial. Acompanhe o raciocínio:

  1. Você tem um trabalho (ou uma planilha ou um boleto bancário) muito importante  pra imprimir;
  2. Esse trabalho (boleto ou planilha) não pode ficar “bagunçado”;
  3. Você está com muita pressa e não está muito contente com essa situação.

Qual a maneira mais simples de resolver essa questão? Fazendo um PDF!

Com ele você conseguirá imprimir o seu documento sem maiores dores de cabeça. O seu dia será mais feliz, você distribuirá muito mais sorrisos, contagiando quem está a sua volta e deixará a uma valiosa contribuição para um mundo melhor.

-Mas afinal , o que é um PDF?

PDF é um tipo de arquivo que serve basicamente para VER e IMPRIMIR. Ele é diferente de um arquivo .DOC do Word, que é possível modificar.

-E como posso criar esse maravilhoso arquivo?

Se você usa Linux, não vou nem explicar, de tão facil que é, mas se você usa o Windows, primeiramente, baixe esse programa:

http://www.pdfforge.org/products/pdfcreator/download

Depois mande instalar. Apenas preste atenção para DESMARCAR as opções de instalação da Barra de ferramentas do Yahoo! e de complementos do Firefox e Internet Explorer, afinal, você não quer um monte de propagandas inúteis no se computador, né? Depois de instalado, o programa cria uma IMPRESSORA VIRTUAL chamada “PDF Creator”.

Para transformar um arquivo do Word em PDF, por exemplo, faça o seguinte:

  • Abra o arquivo do Word e mande imprimir em “Arquivo > Imprimir”;
  • Vai abrir uma janela informando título do arquivo, nome do autor, data de criação, etc. Apenas clique em “Salvar”;
  • É agora que o arquivo PDF vai ser criado de verdade. Apenas escolha o local onde quer salvar e dê um nome o arquivo;

Se tiver alguma dúvida, dê uma olhada aqui ou aqui.

Agora basta mandar esse PDF pra contato@ambientevirtual.net, que rapidinho eu imprimo pra você :-)





A primeira impressão é a que fica

30 06 2009

Era uma vez um cyber na trindade.impressora

Num belo dia, uma moça foi até este cyber fazer uma impressão. Era uma coisa muito rápida, apenas entrar num site, pegar um boleto e mandar imprimir. Ela ficou ali menos de 4 minutos, demorei mais para explicar como se usava o sistema de segurança do que pra fazer o que ela precisava. Quando finalizou, perguntou o valor total: R$0,50 do tempo mínimo, mais R$0,40 de duas impressões. Na pressa, me atrapalhei e  acabei dizendo R$0,70 ao invés de R$0,90.

Assim que foi embora, fiquei pensando que poderia fazer uma promoção para facilitar a vida de quem precisa apenas imprimir um boletinho, uma promoção bem simples, fácil de entender e de lembrar:

Neste mês de julho, a primeira impressão fica “na faixa”.

Quem disse que aqui só fazemos promoções com bombons?





Tudo novo… é mesmo?

20 06 2009
Baixe aqui o Debian pelo Torrent

Baixe aqui pelo Torrent

Quando inaugurei o cyber, em novembro de 2007, escolhi o Debian Lenny para instalar nas máquinas. Acontece que nesta data, o sistema ainda estava em fase de testes e só em abril de 2008 ele se tornou estável, portanto, apto para uso em um ambiente de produção, seja aqui no cyber, seja na Caixa Econômica Federal.

Desde então, por motivos de ordem ociosa (leia-se preguiça) venho adiando a instalação do sistema definitivo, apenas para constar, já que não há grandes incidentes ocorrendo com os equipamentos.

Quinta a noite, resolvi tomar vergonha na cara e comecei a reinstalar o sistema nos micros. Chamei o Álvaro para ser o aprendiz assistente da vez e mandei ver.

Não cheguei a cronometrar o tempo, mas acho que levamos mais ou menos 1 hora pra concluir o serviço. Na segunda máquina, uns 40 minutos, na terceira, 30 minutos e na quarta e quinta, 25 minutos instalando as duas ao mesmo tempo.

Análise final da partida: enrrolei mais de 1 ano pra fazer o trabalho que poderia ter feito em uma manhã. Me lembrou um diálogo entre o Sr. Madruga e o Sr. Barriga:

Sr. Barriga: E o senhor não se envergonha disso?

Sr. Madruga: Sim

Sr. Barriga: E então?

Sr. Madruga: Eu agüento, com trema mesmo!

Mas perae… o cyber tem seis estações… a pergunta que não quer calar é a seguinte: E a 6ª máquina?

A sexta máquina é a máquina cobaia. Foi a que até hoje sofreu mais modificações. Nela já mudei os repositóios para “unstable”, instalei o KDE 4 quando ainda estava em faze BETA, e um monte de outras coisas nada recomendáveis para se fazer em uma máquina de produção, mas continua lá… firme e forte. Esta vou deixar com o sistema antigo (mas atualizado) para fazer mais testes e comparações com as novas instalações, e sinceramente, nem dá pra perceber a diferença.

ATUALIZAÇÃO

Dá pra perceber uma melhora no desempenho geral de cada estação. Não em consumo de memória ou processamento, mas  abertura e uso dos aplicativos  e também na velocidade da rede interna. Em breve postarei um comparativo entre a instalação nova e a antiga.





Novos horários de funcionamento

21 05 2009

relogio

Todos sabem que apesar da crise, o cyber tá bombando. Por esse motivo, decidi que a partir do dia 25 de maio trabalharei “apenas” 12 horas por dia e não mais 13.

Portanto, os novos horários serão:

Segunda à Sexta: das 9h às 21h

Sábado: das 9h às 12h e das 18h às 21h

Domingo: das 18h às 21h